Macaúba

O que é Macaúba ?

A palmeira Macaúba (Acrocomia aculeata) é uma espécie nativa das florestas tropicais que produzem frutos redondos, lisos, de coloração marrom-amarelada agrupados em cachos.

As plantas iniciam o seu ciclo produtivo entre o 4º e 5º ano, com uma produtividade média observada de 25.000 Kg de frutos por hectare/ano.
O processamento dos frutos resulta na produção de óleo vegetal, consumido pela indústria cosmética, alimentícia e energética (biocombustível); farelos, utilizados na alimentação animal e humana e de endocarpo como matéria prima para a fabricação de carvão e carvão ativado.

Produtos e Co-produtos:

A Macaúba apresenta grande vantagem competitiva frente a outras oleaginosas devido sua alta produção de óleo/ha e rentabilidade agrícola. O processamento do fruto gera dois tipos de óleo: óleo da polpa e óleo da amêndoa. Os óleos extraídos do fruto podem ser utilizados como matéria-prima nas indústrias de alimentos, fármacos, cosméticos e para produção de biodiesel. O óleo extraído da polpa, que corresponde a 18,2% do peso do fruto seco é constituído predominantemente de ácidos graxos insaturados (74-81%), sendo o ácido oléico (63-65%) o seu principal constituinte. Já o óleo extraído da amêndoa tem alto teor de ácido láurico (38-45%) alcançando altos valores no mercado, sendo utilizado na indústria de cosméticos.

Além dos óleos, o coco da macaúba gera co-produtos como a torta da polpa e da amêndoa, carvão e alcatrão do endocarpo.

Pesquisa

A ACROTECH possui um setor dedicado à Pesquisa e Desenvolvimento com especialistas em diversas áreas do conhecimento, além de praticar uma política de apoio à pesquisa em parceria com Universidades, Instituições de Pesquisa e empresas públicas e privadas, brasileiras e internacionais.

Exemplo de áreas estudadas:

  • Produção de sementes pré-geminadas;
  • Produção de mudas;
  • Melhoramento genético;
  • Coeficientes técnicos para plantio comercial;
  • Produtividade e qualidade de frutos, produtos e co-produtos;
  • Manejo;
  • Doenças e Pragas;
  • Adubação;
  • Espaçamento, Consórcio e Integração;
  • Colheita e Pós colheita;
  • Beneficiamento;
  • Aplicação dos produtos e co-produtos.